Posts tagged: mãe

LIÇÃO DE ZOOLOGIA

РṂe, a zebra ̩ preta com listras brancas, ou branca com listras pretas?
РAs que eu conhe̤o ṣo laranja com listras marrons.
РṂe, isso ̩ girafa. E ṇo ṣo listras: ṣo bolinhas.

Enviado por Fernando P.

EM NOME DO PAI

РAh! Se for menino, meu marido que escolhe o nome, mas se for menina, quem escolhe sou eu. Mas bem que eu estou torcendo pra que seja menina, porque ṇo queria que ele escolhesse um nome muito diferente e complicado.
– E qual vai ser o nome, se for menina?
– Merlucine.

Enviado por Maria Fernanda.

TELEFONE MULTIDIMENSIONAL

– Mãe, na próxima encarnação eu não sei se vou continuar sendo seu filho, então deixa seu celular, pra eu ligar se der saudade.

Enviado por Cléu.

MÃE E FILHO NO ÔNIBUS

– Boi!
РṆo, amor, ̩ cavalo.
– Boi!
– Ai, coitado do meu filho! É daltônico!

Enviado por Gwenhywfar.

MÃE É MÃE

– Mãe, a Ali te mandou parabéns. Pelo aniversário e pelo ótimo filho.
– Que filho?!

Enviado por JP.

CHEGANDO EM CASA

– Ih, tá faltando luz. Como a gente vai ver televisão?
РVoc̻ ṇo pensa, n̩? A maṃe acende uma vela!

Enviado por Suzana.

SÓ TEM UMA

РE o senhor quer alugar a sala pra quem morar? Voc̻ mesmo?
– Não, não é pra mim, não. É pra uma mãe minha.

Enviado por Inara.

BRECHA NO ESPAÇO/TEMPO

– Filha, aqui tá dizendo “mensagem de voz”. Como é que eu faço pra ouvir?
– Deixa que eu vejo aqui… Pronto, é só ouvir.
– Tá.
– …
РAl̫? Al̫? Eu t̫ em casa!
– Mãe, é secretária eletrônica!

Enviado por Fernanda H.

CARA DE UM, FOCINHO DO OUTRO

– Ai, filha, não dá! Esse 007 andando em cima do avião tá igual ao James Bond.

Enviado por Fernanda H.

HISTÓRIA DA ABELHINHA NA FARMÁCIA

РṂe! O que ̩ isso?
– É camisinha, filha.
– Hmm… Mas é muito pequena. Não é, assim, uma camiseta, então, né?
– Filha, lembra quando eu expliquei que o menino tem uma sementinha diferente da menina e, quando as duas se juntam, nasce um nenê? Pois então: essa camisinha serve para o menino colocar no pinto e aí as duas sementinhas não se encontram.
– Entendi.
– …
РṂe, perereca sente gosto?
РṆo, filha, perereca ṇo sente gosto.
– Então por que tem camisinha com gosto de morango, uva…?
– …
РṂe, sabe outra coisa que eu ṇo entendi?
РO qu̻, filha?
РPor que algu̩m ia gostar de queimar a perereca.
– Como assim?
– É que tinha uma camisinha que dizia “sensação quente”.
– Olha, filha, tem gente que não gosta de queijo, né? Não dá pra entender, mas tem gosto pra tudo.

WordPress Themes