Como fazer feijão

FeijãoBrasileiro pode viver sem qualquer outra comida, menos feijão. É clichê, admito, mas há clichês necessários. No entanto, é um prato que comecei a praticar há pouco tempo, porque quando morava sozinho minha santa mãe fornecia potes de feijão congelado. Agora, casado, tive de aprender a cozinhá-lo, para poder alimentar a Tati. Ao menos para o meu gosto por um feijão de caldo mais espesso, bastante grão e bem temperado, acho até que superei a progenitora. Enfim, cada família tem sua receita própria e, agora que tenho a minha própria família, tenho o direito a uma receita de feijão própria também.

Há muitos tipos de feijão. O mais comum nos supermercados de Porto Alegre é o preto, mas prefiro usar sempre a variedade vermelha, de grãos maiores, especialmente os trazidos de Santa Catarina. O sabor não muda muito, mas o resultado é esteticamente superior. Essa receita serve para feijões pretos e provavelmente para a maioria das outras variedades.

Uma curiosidade: embora os brasileiros não vivam sem cozido de feijão, os pitagóricos eram proibidos de comê-los e até de tocá-los. Engraçado que na Grécia é um alimento bastante popular, numa versão grande e branca do grão, parecida com o feijão olho-de-cabra. Nenhum povo os come como os latino-americanos, porém. Nas outras culturas em geral os grãos são apenas coadjuvantes num outro prato ou acompanhamento na refeição. Aqui, é prato principal.

FEIJÃO COZIDO

  • 1/2 quilo de feijão
  • 2 lingüiças calabresas
  • 1 pedaço de costelinha de porco defumada
  • 1 cebola média
  • Pimenta dedo de moça
  • Louro

O feijão começa na véspera. O primeiro passo é escoher os grãos. O processo não é tão obsessivo quanto o nome pode fazer parecer. Simplesmente vire o meio quilo de feijão sobre uma mesa clara e vá separando pequenos punhados. Examine-os em busca de furos, mofo, sujeiras variadas e pedrinhas. Separe uns dos outros e vá enchendo uma tigela com os bons feijões. Quando terminar, encha a tigela de água e escorra umas três ou quatro vezes. Depois, coloque os feijões de molho na panela de pressão em que vai cozinhá-los e deixe amolecer por pelo menos seis horas.

No dia seguinte, pique a cebola e a pimenta dedo de moça — ou qualquer outra pimenta fresca que lhe agrade — , corte a lingüiça em rodelas e a costelinha em pedaços. Coloque tudo na panela junto do feijão e acrescente quatro ou cinco folhas de louro. Tampe e leve à fervura. Assim que a panela começar a expelir vapor, comece a contar 20 minutos de cozimento. Quando o tempo acabar, desligue o fogo e aguarde até que a panela não solte mais vapor quando você mover a válvula, só então abra. Alternativamente, coloque embaixo da torneira e despeje água fria até a tampa soltar.

Note que o sal não entrou até agora. Acontece que a lingüiça e a costelinha liberam sal ao ser cozidas e fica difícil calcular o quanto elas vão salgar o feijão, porque isso varia dependendo do peso e da marca. Não se preocupe, ainda haverá muito tempo para corrigir o sal do seu feijão.

Faça com que o cozido volte à fervura em fogo baixo e vá mexendo de vez em quando, acrescentando mais água se necessário, por pelo menos mais uma hora, ou até atingir a textura desejada. Este é um bom momento para colocar outros temperos mais delicados, como manjerona, por exemplo, no seu feijão. Perto do final, verifique se está suficientemente salgado e corrija se for necessário.

Recomendo o molho de pimenta Tabasco para dar maior colorido, especialmente o Habanero. Também ando gostando muito da variedade Chipotle. Outra sugestão é farinha de mandioca, um excelente agregador para o caldo que fica no prato.

11 Comentários

  • By guilherme atencio, 08/06/2009 @ 11:24

    Eu vi as fotos no Flickr e fiquei só esperando o post sobre o feijão.
    Ótimo passo-a-passo!

  • By tati, 08/06/2009 @ 14:16

    (óun… te amo)

    (tive que dizer isso em público.
    Tu não me deixou escolha :P)

  • By marlon, 08/06/2009 @ 21:36

    bá, mas tu não dá uma refogada DE CANTO na cebola e na lingüiça? [aproveitando a gordura que se desprende da última; eu acrescentaria ainda bastante alho]

    deu fome. uns pedaços de laranja vão bem com o feijão, também. : )

  • By Träsel, 09/06/2009 @ 00:04

    Não refogo a lingüiça e a cebola porque acho que aí o sabor do tempero fica muito forte. Gosto de sentir o sabor do feijão em si. Concordo, porém, que essa refogada antes é uma alternativa à minha maneira de preparo.

    Aliás, essa história de refogar me deu vontade de comer feijão mexido.

  • By Perneta, 09/06/2009 @ 11:17

    Que complicação e gastação de gás! Faz na panela de pressão. Leva 30-40 minutos.

  • By Jota A., 09/06/2009 @ 19:04

    Foi mal, mas tenho que confessar que sou um dos raros brasileiros que não gosta de feijão. Aliás, não como de maneira alguma, seja no tradicional arroz com feijão, ou na feijoada, na salada, acarajé, etc.
    Não me pergunte o porquê, só sei que não vou com a cara e muito menos com o gosto do dito cujo.

  • By Le, 19/06/2009 @ 17:25

    quanto de água vai na panela de pressão?

  • By Träsel, 19/06/2009 @ 17:45

    Depende. A minha panela é de quatro litros, se não me engano. Igual, dá para deixar evaporar depois, se ficar aguado demais.

  • By Paulista, 22/06/2009 @ 00:34

    Sem refogar o próprio feijão e os temperos, fica com cara de feijão alemão, rot bohnen auf gaucho art. Brincadeiras à parte, é conveniente escorrer a água do molho e colocar nova água. Se o feijão for algo velho e principalmente o preto pode-se também dar uma fervida de uns cinco minutos e escorrer a água, colocando nova. Para refogar nada melhor que banha de porco. Numa panela adequada, de ferro ou pedra sabão, a quantidade necessária de banha é pouca.

  • By Daniel Figueiredo, 26/06/2009 @ 05:36

    Eu adoro feijão, não é raro eu comer só feijão e um pedaço de pão, ou então feijão, algum assado e pão. Mas sou arcaico, prefiro fazer feijão sem pressão.

  • By Bruna Célia, 13/07/2009 @ 17:47

    Por que feijão é tão bão????
    Nossa, nada melhor do que um cozinho no dia, com caldo bem grosso, muito alho e cebola… depois mando uma receita bem simples, mas maravilhosa! Delícia de blog.

Other Links to this Post

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

WordPress Themes