Constantino

ConstantinoVejam vocês como uma segunda chance pode mudar o rumo das coisas: há pouco mais de um ano, detestei a comida do Constantino; voltando lá há duas semanas, mudei a opinião. O problema na primeira vez foi, provavelmente, a escolha dos pratos. Fui num risoto de vegetais, enquanto a Tati escolheu o nhoque de espinafre com ricota. Consideramos o risoto sem graça e o nhoque simplesmente péssimo, molenga, aguado.

Desta feita, escolhemos mais sabiamente. Um dos pratos principais foi a picanha de cordeiro acompanhada de aspargos frescos e cogumelos refogados. Um dos cordeiros mais macios e suculentos que já provei num restaurante. Ponto perfeito da carne. O outro foi o medalhão de filé recheado com queijo brie e batatas gratinadas, também acima da média. Os dois pratos giram em torno dos R$ 35, um preço razoável para a região da cidade; até mesmo em conta, talvez.

ConstantinoA entrada foi composta das panelinhas de cogumelos, provavelmente o prato mais conhecido do Constantino. É muito bom, mesmo, mas o preço de R$ 24 é absurdo. Para justificar, provavelmente, fazem questão de informar no cardápio serem as panelinhas da marca francesa Le Creuset. Uma atitude meio nouveau-riche, em minha opinião. A segunda entrada foi um tipo de mousse de queijo de cabra sobre um refogado de espinafre e tomates. Bom, mas seria melhor se servissem o queijo de cabra ao natural. Ficou faltando um pouco de sabor ovino.

Para a sobremesa, pedimos o crepe de Nutella com sorvete de café e molho de chocolate. Outra boa escolha, até porque o crepe vem beeeeeem recheado. Mesmo dividindo entre duas pessoas, ficou difícil terminar. Felizmente, eles servem cervejas artesanais como a Abadessa Helles, por R$ 19 o litro.

O melhor do Constantino, porém, é o ambiente. É o mais bonito pátio entre todos os restaurantes de Porto Alegre. Garantia de um jantar agradável em noites amenas. Aliás, achei o jardim, as mesmas e as paredes com objetos antigos mais interessante do que na primeira vez. Difícil saber se a escolha mais adequada da comida deixou o restaurante mais agradável, ou se o lugar realmente ficou mais bonito e isso se refletiu no sabor.

CONSTANTINO
Rua Fernando Gomes, 44 – Mapa
51 3346-8589

6 Comentários

  • By Guilherme Atencio, 22/10/2009 @ 23:38

    Que coisa besta especificar as panelas usadas….mas se a comida for boa, dá pra ignorar.
    Os crepes me deixaram salivando!

  • By leandro, 23/10/2009 @ 13:19

    Marcelo, você consegue indicar alguém no mesmo calibre que resenhe restaurantes aqui em são paulo?

  • By Träsel, 23/10/2009 @ 14:15

    Bem, tenho gostado das resenhas do Braun Café: http://brauncafe.wordpress.com/

    Mas qual seria o objetivo, se posso perguntar?

  • By xerxenesky, 26/10/2009 @ 09:56

    Total frescura do cardápio indicar as panelas, mas é muito legal comer as entradas (pedi algo envolvendo siri) direto da panelinha. No mais, é o que tu disse, o melhor do Constantino é o(s) ambiente(s).

  • By leandro, 27/10/2009 @ 13:09

    salve!

    puramente recreativo … mudei pra sp faz 4 meses e estou sem tempo pra fazer uma lista de bons restaurantes … por hora preferia ler críticas de pessoas confiáveis.

    abraço e obrigado

  • By dgdgd, 09/12/2009 @ 03:27

    o pessoal dos comentários confundiu as panelinhas, a entrada, com panelas, utensílios de cozinha. ô, grosso! (no offense!)

Other Links to this Post

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

WordPress Themes