Iaiá Bistrô

Iaiá BistrôDomingo passado almocei com a família no Iaiá Bistrô, um restaurante novo e extremamente agradável na Zona Sul de Porto Alegre. É especializado em culinária brasileira, privilegiando no cardápio os frutos do mar. Os carros-chefe são as moquecas e caldeiradas. É também o único lugar da capital a servir um prato com tucupi: uma releitura do ensopado de pato tradicional do Pará.

Não se anime demais, porém. Não foi dessa vez que Porto Alegre ganhou um restaurante de culinária brasileira comme il faut. O cardápio foi adequado ao paladar insosso do gaúcho para temperos — ainda que os chefs, o americano Loyd Martin e o paulistano Maurício Cupini, sejam de fora. Compreensível: restaurantes são negócios e portanto não podem se dar o luxo de agredir o gosto do público em geral. A proprietária, Daniela Craidy, certamente conhece o mercado, pois foi sócia-fundadora do Sanduíche Voador, um dos mais relevantes estabelecimentos na formação da cultura gastronômica porto-alegrense.

Iaiá BistrôOs pontos altos da refeição foram as entradas. O bolinho de peixe é perfeito. O bacalhauzinho a Gomes de Sá é igualmente ótimo. Os espetinhos de camarão com queijo coalho e abacaxi fazem o sujeito se sentir em uma praia de areia branca e mar esmeralda. Pedimos como pratos principais a caldeirada de frutos do mar e o bobó de camarão. Ambos muito competentes, peixes, moluscos e crustáceos no ponto correto, mas carecendo de um pouco mais de força nos temperos. Dá para subir um pouco mais a temperatura e ainda manter a clientela. Por outro lado, os chefs demonstram coragem ao servir caruru como acompanhamento. Quiabo é um modo quase certo de desagradar à metade dos comensais, logo de saída. (Eu gosto muito.)

O atendimento no Iaiá é simpático, bem como o ambiente. Há um deck ótimo para aproveitar o final de tarde da zona sul e o salão é bastante iluminado e arejado. O café é passado em uma cafeteira italiana e levado à mesa nela mesma — e é o melhor “espresso” desse tipo de cafeteira que já provei, talvez por ser do Café do Mercado. Abre de quarta a sexta-feira, das 19h às 22h, e aos sábados e domingos, das 12h às 0h. Uma refeição, com bebidas e café, custa cerca de R$ 50 por pessoa.

IAIÁ BISTRÔ
Rua Chavantes, 636 – Mapa
51 3222-0098

5 Comentários

  • By Monjolo, 13/10/2009 @ 09:38

    Velho, isso não é caruru. É QUIABO NO VAPOR.

    Sério, não se parece nada com caruru. Quiabo inteiro? Como assim? COMO ASSIM?

    Caruru – tanto no Norte quanto na Bahia – tem ESTA cara –

    http://portalamazonia-teste.tempsite.ws/sites/programadanorma/img/upload/CARURU%20-%20PAULO.jpg

  • By Mariângela, 13/10/2009 @ 19:57

    o gaúcho em geral não gosta de tempero diferente,acho a comida aqui um verdadeiro tédio(sou de SP,com passagem por ES e Bahia ). Que lástima que seja assim.

  • By Monjolo, 15/10/2009 @ 10:30

    Não é nem “tempero diferente”, Mariângela. É “tempero”, mesmo.

    Paradigma sal-grosso transposto à culinária em geral: fracasso.

  • By Jerri Dias, 15/10/2009 @ 18:47

    Hm, algo diferente pra se ir :-)

  • By Cássia, 09/11/2009 @ 00:43

    Realmente, a adaptação é uma pena, mas as comidinhas são muito saborosas. Adorei os miniacarajés…

Other Links to this Post

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

WordPress Themes