Molho de mostarda

Se a proprietária dessa receita descobrir que a estou divulgando, certamente ficará furiosa. Como se trata de uma senhora na casa dos 80 anos, porém, as chances de isso acontecer são muito pequenas. Sim, eu roubo receitas de velhinhas. Parafraseando Faulkner, doar ao mundo um bom molho de salada vale um punhado de velhinhas.

A única dificuldade na produção deste molho é encontrar a mostarda adequada. A receita pede especificamente a marca Rib’s, produzida pela Oderich. Talvez eles tenham uma marca equivalente sob outro nome no resto do país. Os paulistanos podem tentar a sorte no supermercado do shopping Bourbon. Trata-se de uma mostarda extraforte, de consistência mais para o gel do que para uma pasta. Enquanto mostarda, por sinal, está longe de ser minha favorita, mas transformada em molho é ótima.

MOLHO DE MOSTARDA

  • 1 frasco de mostarda Rib’s
  • A mesma medida de água
  • Suco de 2 limões
  • 1 colher de cafezinho de sal
  • 16 colheres de cafezinho de açúcar (ou mel, ou melado)
  • 2 dentes de alho
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 10 colheres de sopa de óleo vegetal

O processo de produção consiste em misturar todos os ingredientes, exceto o alho, e transformá-los numa emulsão. Pode-se usar o liquidificador, mas eu faço à mão mesmo, num vasilhame de vidro com tampa. Basta chacoalhar até homogeneizar. Depois, transfira o líquido para uma garrafinha de azeite de oliva vazia ou algo assim e coloque dentro os dentes de alho inteiros. O sabor vai melhorando ao longo do tempo.

A receita acima é a oficial, mas eu prefiro uma versão alternativa, usando apenas azeite de oliva no lugar de óleo vegetal. Não recomendo o azeite extravirgem, porém, porque o sabor vai ser completamente obliterado pela mostarda.

9 Comentários

  • By weno, 15/01/2010 @ 18:15

    fantástico, vou experimentar esta semana.
    e a garrafa fica guardada na geladeira, certo?

  • By tiagón, 15/01/2010 @ 19:17

    parece ótimo, além de barbadinha de fazer. testarei certamente — ainda mais que estou sendo forçado por pessoas de jaleco a ingerir grandes quantidades de pasto recentemente.

  • By Träsel, 15/01/2010 @ 19:22

    Sim, é preciso guardar sempre na geladeira. Até porque melhora a consistência do molho.

  • By Guilherme Atencio, 15/01/2010 @ 22:00

    Parece delicioso! Tentarei.

  • By Perneta, 18/01/2010 @ 17:48

    Essa mostarda Rib´s é a mais proxima da original que eu conheço. Sugiro na falta desse ingrediente, versão em pó que é da marca Colman´s.

    ps: Quem gosta de mostarda boa, recomendo o sanduíche aberto de lombo de porco do restaurante Prinz que fica na Protásio Alves, 3208. Eles tem uma mostarda caseira de fazer chorar (literalmente).

  • By Everson, 19/01/2010 @ 13:47

    Träsel, será que o limão da receita é suficiente para neutralizar os riscos de botulismo?

    Eu adorava colocar dentes de alho crus nas garrafas de azeite, mas a toxina do botulismo, teoricamente presente em quaisquer alimentos vegetais crus, se faz num ambiente de baixa acidez.

  • By Träsel, 21/01/2010 @ 19:01

    Everson, se a bactéria do botulismo resistir a dois limões, montes de açúcar e um ambiente cheio de uma mostarda extraforte, merece me matar. :-)

  • By Felipe M. Maia, 04/02/2010 @ 21:24

    A mostarda Rib´s é a segunda melhor mostarda que existe e é daqui. Só perde para a do Prinz.

  • By viper, 19/06/2010 @ 08:21

    Amigos:

    Desculpe a intromissão, mas voces devem estar brincando que a mostarda do Ribs seja uma das melhores ou a segunda melhor como o colega comentou!!!!!

    A do Prinz sim é ma-ra-vi-lho-sa, e tem muitas outras também, muito antes da do Ribs, me desculpem os gostos!

Other Links to this Post

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

WordPress Themes