Posts tagged: francês

Suzanne Marie

Um restaurante que tem sido comentado e bem recomendado é o Suzanne Marie, um bufê de inspiração francesa que, salvo engano, antes se chamava Bain Marie. Aproveitando o dia azul e luminoso de outono, fomos almoçar lá no feriado de Tiradentes. Infelizmente, decepcionou.

Em primeiro lugar, a comida não tem nada de especial. Das opções disponíveis no dia é possível destacar apenas a torta de figos com amendôas, crocante por fora e cremosa por dentro, realmente muito boa — sugiro não aceitar a proposta de um sorvete de pistache para acompanhar, porque não é um grande pistache. O mousse de siri, um dos pratos mais famosos da casa, também é muito bom. Um filé ao molho de uma fruta vermelha, provavelmente framboesa, e um creme de milho eram interessantes, embora apenas corretos. De resto, arroz integral, feijão, peixe frito e saladas mais ou menos normais, sem nenhum tempero especial. Nada que justifique pagar tão caro por um almoço em bufê (cerca de R$ 30 por pessoa, com bebidas).

Segundo, o atendimento é confuso e às vezes até rude. Embora os guias gastronômicos digam que o Suzanne Marie opera com bufê livre, chegamos lá e descobrimos que a comida é cobrada por peso, sendo a sopa e a sobremesa não incluídas. É bem difícil entender exatamente quais pratos devem ser marcados na comanda, então a pessoa na balança tem de ficar chamando os clientes mais distraídos ou marinheiros de primeira viagem. A necessidade de pesar mesmo uma repetição de um pedacinho de carne faz o sujeito até desistir de comer mais.

No final, o garçom veio pedir para fechar a conta enquanto levava à boca uma garfada de torta, o que é inadmissível, sobretudo dentro do horário de funcionamento. Engoli rápido o último pedaço para pagar, depois percebi que ele queria apenas levar até o caixa as comandas. Como não trouxeram de volta até terminar o café, levantamos para pagar direto no caixa e tivemos de esperar enquanto a pessoa responsável fechava contas de outras mesas. Ou seja, poderia ter saboreado tranquilamente a sobremesa, se não fossem tão afobados.

Não voltarei ao Suzanne Marie. Há lugares mais baratos e tão bons quanto, ou pouco mais caros e muito melhores.

SUZANNE MARIE
Rua Tobias da Silva, 304 – Mapa
51 3023-4549

WordPress Themes